A redação é uma das principais partes da prova do Enem, somando até 1000 pontos. Para se dar bem na prova é necessário que o candidato se atente a 5 competências da redação do Enem que são avaliadas na hora da correção.

Essas competências referem-se a conhecimentos e habilidades necessárias para se fazer um bom texto, que vão desde o uso correto das regras gramaticais da língua culta até a habilidade de argumentar com eficiência.

Para cada competência é atribuído um valor de até 200 pontos, somando 1000 pontos. Cada competência é dividida em 6 níveis de conhecimento.

Então, confira o que envolve cada uma das 5 competências para arrasar na redação!

1. Domínio da modalidade escrita da língua formal

É muito importante que o candidato use de forma correta a língua portuguesa, respeitando a pontuação, a ortografia e a concordância nominal e verbal. Alguns pequenos erros podem ser relevados, contanto que não sejam repetidos durante o texto.

Algumas das regras do registro escrito que serão cobradas são:

  • Usar letras maiúsculas e minúsculas;
  • Dividir corretamente os parágrafos;
  • Dividir as sílabas das palavras corretamente ao acabar a linha;
  • Respeitar o número de linhas exigido;
  • Evitar escrever como se fala;
  • Usar o vocabulário correto.

2. Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo obedecendo ao tema proposto

O tipo de texto exigido na redação do Enem é o dissertativo-argumentativo. Para isso, é necessário:

  • Explicar o assunto;
  • Apresentar um ponto de vista;
  • Argumentar para defender a tese (ou opinião).

Com base nessa estrutura você deve obedecer rigorosamente ao tema proposto. Fugir do assunto é penalidade na certa. Não respeitar o tema revela falta de entendimento da proposta da redação.

Na proposta de redação será apresentado um texto motivador com informações sobre o tema. Ficar repetindo o que está escrito nele pode significar que você não tem conhecimento do assunto ou que não entendeu o que é para ser feito.

Vamos citar um exemplo de tema: “A violência nas escolas sofridas por professores no Brasil. “

O tema está delimitado em 4 esferas:

  • É sobre a violência;
  • Nas escolas;
  • Brasileiras;
  • Contra professores;

Se você começar a discutir sobre a violência doméstica ou nas ruas, estará fugindo do assunto.

3. Uso organizado de diversos tipos de informações que dão base para a argumentação

Você precisa mostrar que está inteirado do assunto usando informações como notícias, leis, dados estatísticos e argumentos consistentes relacionados ao tema para defender o ponto de vista proposto. Use informações corretas, sem ser genérico como “Certa vez um jornalista disse…”.

Divida bem os parágrafos para organizar seus argumentos. Não fique repetindo informações, dando voltas ou sendo prolixo. Desenvolva suas ideias naturalmente.

4. Boa articulação do texto com bom uso de recursos coesivos

A estrutura do seu texto tem de ser bem organizada, com frases e parágrafos ligados de forma coerente.

Faça bom uso de conectivos para ligar suas ideias. Use expressões como: Apesar de, no entanto, dessa forma, porém, portanto, contudo, aliás e além disso. Eles estabelecem relações com os outros períodos e parágrafos do texto.

Além do âmbito dos períodos e parágrafos, todos as ideias e informações do texto devem estar interligadas. Não adianta jogar informações apenas para dar volume ao texto sem que elas estejam relacionadas com o contexto ou que não sejam aproveitadas na argumentação.

5. Elaborar uma sugestão de solução ou intervenção

No decorrer da sua construção você mostra que entendeu o tema e usa argumentos convincentes para dar base ao seu ponto de vista. Mas é necessário mais do que isso. É preciso apresentar propostas de intervenção para solucionar ou lidar com o problema apresentado.

Apresente soluções e meios para alcançá-las sem violar princípios dos direitos humanos, da cidadania e a pluralidade sociocultural. Envolva atitudes que a sociedade e a administração pública precisam tomar, mas não entre em méritos partidários ou polêmicos. Seja equilibrado e criterioso.

Como desenvolver as 5 competências da redação do Enem?

as 5 competências da redação do Enem pensamentoTodas as 5 competências da redação do Enem revelam, na realidade, a intimidade que o candidato tem com o texto escrito. Por isso que é tão importante que você tenha bons hábitos de leitura que o ajudarão a absorver esses recursos próprios da modalidade escrita, desde a introdução até a conclusão.

Por outro lado, isso pode ser facilitado através do uso de técnicas de redação. Pratique a escrita de textos dissertativo-argumentativos e sempre fique por dentro de temas diversos que estiverem evidência na mídia, em especial aqueles que são de preocupação da sociedade em geral.

Não deixe de ver outras dicas de redação e gramática aqui no blog e deixe suas dúvidas e sugestões!

Anúncios